Faleceu dom Francisco de Paula, bispo auxiliar emérito de Brasília (DF)

A Arquidiocese de Brasília, na manhã desta quarta-feira, 21 de novembro, publicou nota na qual comunica o falecimento do bispo auxiliar emérito, dom Francisco de Paula Victor.

Leia a Nota:

É com grande pesar que a Arquidiocese de Brasília comunica o falecimento do bispo auxiliar Emérito, dom Francisco de Paula Victor. Dom Francisco faleceu na manhã desta quarta-feira, 21 de novembro, em casa, decorrente de uma parada respiratória. O bispo tinha 83 anos, recém completados, no dia 11 de novembro.

O corpo de dom Francisco será velado hoje, a partir das 20h, na Casa do Clero, onde vivia há pelo menos 20 anos.

Amanhã, 22, às 7h, será celebrada uma Missa fechada aos funcionários da Casa do Clero, presidida pelo arcebispo emérito de Aparecida (SP), cardeal Raymundo Damasceno Assis. Às 7h45, o corpo será levado para a Catedral Metropolitana de Brasília, onde, de 8h às 8h50, será realizado um breve velório. A partir das 9h será celebrada a Missa de corpo presente presidida pelo arcebispo de Brasília, cardeal Sergio da Rocha, e concelebrada pelos bispos auxiliares e o clero de Brasília.

Em seguida, dom Francisco será sepultado na cripta da Catedral, ao lado de dom Newton, primeiro arcebispo de Brasília. Por esse motivo amanhã não haverá Missa às 12h15 na Catedral.

Histórico
Francisco de Paula nasceu em 11 de novembro de 1935, na cidade de Paraisópolis, em Minas Gerais. Ingressou na Congregação dos Irmãos Maristas, na cidade do Rio de Janeiro em 1957, onde fez seus votos perpétuos. Recebeu a ordenação sacerdotal em 1º de dezembro de 1990, aos 55 anos, e a ordenação episcopal em 26 de outubro de 1996, aos 61 anos, pelas mãos do cardeal dom José Freire Falcão, acolhendo o lema: “Humilibus Consentire “ – Solidário com os Humildes.

O bispo cumpriu a missão episcopal até o ano de 2011, quando completou 75 anos e apresentou carta de renúncia, como estabelece o Canôn, ao na época, Papa Bento XVI, que aceitou o pedido. Dom Francisco vivia na Casa do Clero, em Brasília, onde recebia cuidados especiais por conta das sequelas resultantes de um grave derrame cerebral, sofrido há 20 anos, que paralisou as funções motoras dele, além de prejudicar a fala.

Fonte: CNBB

Comentários