Uma ferramenta a serviço da Igreja Católica,

gestão de processos e nulidade matrimonial no Sistema Eclesial.

O Sistema de Tribunal Eclesiástico foi desenvolvido para garantir a gestão de processos de:
NULIDADE MATRIMONIAL
JUSTIÇA CANÔNICA
ORDINÁRIO
BREVE
DOCUMENTAL
SUPER RATO
O sistema Eclesial Atrium disponibiliza ferramentas de cadastro de todos os envolvidos nos processo sejam pessoas ou entidades, sempre atento aos direitos e deveres canônicos.

Tribunal Eclesiástico é um sistema munido de ferramentas de notificações via e-mail para pessoas e entidades de maneira parametrizada, dando rápida confirmação do recebimento das notificações e documentos enviados. além de gerar documentos para o envio formal via correios..

Possibilita o controle de tarefas, visualização dos processos e identificação rápida do estado atual em que o processo se encontra, substituindo a trabalhosa pesquisa em arquivos físicos.

O Sistema Eclesial Atrium, notifica por e-mail as partes, permitindo que saibam do andamento processual de maneira autônoma, etapa por etapa do processo, além de permitir o envio de documentos via e-mail, para juízes, defensores, peritos, em vários tribunais possibilitando o trabalho conjunto na realização das instruções, dando agilidade, padronizando as operações e garantindo expressiva diminuição das custas e morosidade processual, tudo isso com o cuidado, sigilo e segurança.

O Eclesial Atrium permite a impressão de documentos para a tradicional e costumeira emissão de decretos para envio de ARs, permitindo o anexo de documentos referentes ao processo (Fotos, certidões, cartas), para a análise de Juízes, defensores salvaguardando a segurança e sigilo. Permite à administração do Tribunal Eclesiástico o cadastro de usuários, com níveis de acesso específico, com garantida, segurança e controle dos acessos e atividades dentro do sistema por monitoramento via logs de acesso, que são armazenados, permitindo uma auditoria nos registros.

O Eclesial Atrium conta com a integração contábil da parte de custas processuais, facilitando a gestão e prestação de contas dos tribunais e câmaras, com a missão de estar a serviço da justiça eclesiástica.
Muito mais que um sistema, uma atitude de evolução.